quarta-feira, 9 de abril de 2008

"Avaliação do risco cardiovascular em doentes infectados por VIH"


Nos últimos anos tem-se vindo a demonstrar haver associação entre a infecção por VIH e o risco cardiovascular (RCV) e alguns anti-retrovirais têm sido associados aos factores de RCV “clássicos”. Os principais objectivos do trabalho foram quantificar o RCV em doentes infectados por VIH e identificar os factores de RCV mais prevalentes. Foi um estudo transversal, realizado durante 6 meses na Consulta de Imunodepressão do HSM, onde se recolheram dados demográficos, epidemiológicos, clínicos e laboratoriais de 1340 doentes infectados por VIH. O RCV foi determinado usando a equação de Framingham. Os doentes infectados por VIH apresentaram múltiplos factores de RCV, cerca de metade eram fumadores, 36 % tinham hipertensão, e 15 % tinha colesterol total elevado. A média de RCV encontrada foi de 5.2%, no entanto, verificou-se que a média de RCV dos doentes tratados foi quase 3 vezes superior à média de RCV de doentes não tratados (8.9% vs 3.2%). O uso de NNITR e de IP (isoladamente ou em associação) estava associado ao perfil lipídico que se correlaciona com elevado RCV. Tabagismo, colesterol elevado e colesterol-HDL baixo foram considerados os factores com maior associação ao RCV elevado.

II Mestrado em Doenças Infecciosas Emergentes
Sara Sousa


Sem comentários: